Janela Guilhotina

Home Janelas Janela Guilhotina

A janela guilhotina é uma das ótimas opções para você que está pensando em construir ou reformar a sua casa. Brinca-se que as janelas são os olhos da casa e, de fato, não deixa de ser uma analogia verdadeira!

É através delas que vemos o que está afora, bem como são elas as responsáveis pela entrada de luz nas casas. Elas são muito mais do que apenas uma “abertura” na parede, elas refletem o estilo e personalidade.

Por isso, quando chegar o momento de escolhê-las é essencial fazer isso com cautela, avaliando os principais modelos.

É necessário ponderar várias coisas para chegar a uma boa conclusão e, aqui, vamos falar um pouco mais do modelo guilhotina.

Cada tipo de janela tem a sua aplicação mais adequada considerando espaço, luz, estilo da casa, propósito da decoração e outros parâmetros. Aqui nós iremos te ajudar a entender melhor sobre o assunto.

Onde Surgiu a Janela Guilhotina?

Quando falamos em “guilhotina” você provavelmente não remete a pensamentos bons e, de fato, o termo provém de uma máquina de execução durante a revolução francesa… e o que isso tem relação com a janela guilhotina?

A guilhotina, caso você não saiba, consiste em uma espécie de lâmina presa a um suporte alto de madeira. A cabeça daquele que estava prestes a ser executada era prendida e, então, a lâmina descia pela força da gravidade, acabando com a vida do indivíduo.

Apesar de mórbida a referência, a janela guilhotina acaba parecendo-se um pouco com a máquina de execução, pois sua abertura é vertical e não horizontal.

Então, normalmente ela é composta por duas folhas: uma fixa (parte superior) e uma móvel (parte inferior). Abre-se a janela subindo a parte móvel e deixando na mesma posição da parte fixa.

Mas, pode ficar tranquilo, pois esta é a única semelhança! Os modelos começaram a aparecer em meados do século XVII e desde então veio ganhando espaço nas casas.

E talvez você esteja se perguntando se ela é efetivamente perigosa… hoje esse modelo de janela possui travas de segurança e não corre-se o risco de fechar ser a intenção.

Mas, claro, é muito importante que você busque um bom fornecedor para garantir que o produto tenha sido desenvolvido de acordo com todas as normas de segurança.

Janela GuilhotinaA Janela Guilhotina traz charme em qualquer tipo de residência

A janela Guilhotina

Mas, agora, deixando um pouco de lado a história e sua referência não tão agradável, que tal conhecer os tipos de janela guilhotina? Ela pode ser encontrada de diversos materiais, mas os principais são alumínio e madeira.

Como esse modelo promove uma pegada mais rústica, a madeira normalmente é o material mais utilizado.

Apesar de o alumínio ser mais leve e barato, a escolha da madeira se faz muito interessante para a janela guilhotina por conta dos seguintes benefícios:

  • Alta durabilidade

A alta durabilidade da madeira é um ponto forte, principalmente quando a espécie é adequada à fabricação de janelas. Aqueles que realizam as manutenções periódicas não terão que pensar em trocar as janelas tão cedo.

  • Alta resistência

A resistência é maior do que do alumínio, que pode amassar com pequenas pancadas.

A madeira é forte e quando bem cuidada não perde resistência, mesmo se estiver exposta à chuva, sol e umidade.

  • Diferentes cores

Existem diferentes espécies de madeira adequadas à confecção de janelas, portas, pisos e móveis. Cada uma delas possui uma tonalidade diferente, sendo algumas mais claras, escuras, avermelhadas…

Então, é possível escolher a tonalidade que mais lhe agrada e que componha a sua casa da melhor forma possível.

  • Proporcionar maior charme ao ambiente

Sem dúvida alguma a janela guilhotina de madeira traz um charme sem igual ao ambiente, coisa que a janela de alumínio nunca conseguirá atingir.

Então, se você está em busca de estilo, a madeira com certeza é o material ideal.

Janela com Abertura GuilhotinaJanela com Abertura Guilhotina em Madeira Escura

Uma janela clássica muito utilizada em sítios, fazendas e cidades históricas

Onde a janela guilhotina é mais adequada?! Veja bem, ela pode ser colocada na grande maioria dos cômodos, não sendo muito apropriada apenas para banheiros.

O que mais a deixa restrita é seu comprimento, pois janelas muito longas não são adequadas para esse modelo, já que a parte móvel não será facilmente levantada.

Então, o modelo de guilhotina é ótima para janelas de tamanho convencional, seja para quartos, cozinha ou sala.

Agora, se tem um ambiente que a janela guilhotina se encaixa perfeitamente é em imóvel mais rural, como fazendas e sítios. Isso porque o modelo tem uma característica mais rústica e remonta às casas tradicionais.

Complementa todo o visual da casa e faz toda a diferença na estética. Então, se você tem um sítio e ainda não sabe qual modelo escolher, com certeza o estilo guilhotina é algo que você deve considerar agora mesmo!

Uma janela clássica e que nunca sai de moda

Janela Guilhotina Reta

Uma opção para a janela guilhotina é seu design reto. Nesse caso, ela pode ser quadrada ou retangular (mais comum). É um estilo mais “seco”, com poucos detalhes e bem rústico.

Remete a algo mais orgânico e natural, mas que também se encaixa bem em casas.

São os modelos mais comuns encontrados no mercado e possui bastante demanda, pois seu design mais clean é bem eclético e combina com várias situações.

Janela Guilhotina Colonial (Arcada)

Agora, se você deseja algo mais elegante e detalhista, a janela guilhotina no estilo colonial pode ser uma ótima opção.

Nesse modelo a parte superior é arcada, remetendo muito às antigas construções.

Fica ótima em fazendas e sítios, principalmente em casarões com muitas janelas. Com toda a certeza isso será um grande diferencial!

Janela Guilhotina Colonial
Janela Guilhotina Colonial

Janela de Guilhotina apenas com vidro

Normalmente a janela guilhotina é feita com vitrôs, tanto na parte móvel quanto na parte fixa. Por conta disso é uma ótima opção para ambientes que exijam muita luz, como sala, cozinha e escritórios.

O vidro pode ser uma única placa, onde a janela se assemelha a uma moldura, ou também pode aparecem em pequenos quadrados cercados de madeira. Essa opção é bem interessante, pois traz mais charme à janela.

Dentro do universo da janela guilhotina existem muitos modelos a serem explorados, sendo possível encontrar o ideal para a sua casa.

Janela Guilhotina para SalaJanela de Vidro Quadriculado

Janela de Guilhotina com Vidro e Veneziana

Agora, talvez você esteja se perguntando como a janela guilhotina pode ser colocadas nos quartos, afinal, é um cômodo que precisa ter a possibilidade de escuridão durante a noite.

Uma das opções mais interessantes é “misturar” a janela do tipo guilhotina com a veneziana de madeira. Assim é possível controlar muito bem a luminosidade.

Essa é uma opção muito interessante, pois há como manter a claridade quando for interessante e, também, deixar o cômodo bem escuro quando quiser.

Há também modelos com três folhas, onde a olha fixa é de madeira e há duas móveis: uma de vidro e outra maciça.

Janela Guilhotina com vidro e veneziana

Como escolher a madeira para a sua janela guilhotina

Algo muito importante a ser dito é sobre a escolha da madeira. Isso não vale apenas para a janela guilhotina, mas, sim, portas, pisos, móveis e qualquer outra coisa feita neste material.

Assim como qualquer coisa no mercado, é essencial busca por qualidade e no caso da madeira isso é crucial.

Primeiramente, há várias espécies de madeira na natureza, mas nem todas elas são realmente úteis para tal aplicação. Sendo assim, o primeiro ponto é: saiba escolher a madeira.

Há uma variedade de preços muito grande nesse quesito, pois há troncos que até servem para fazer portas e janelas, mas não possuem muita resistência ou durabilidade (você precisa avaliar o custo x benefício sempre).

Além disso, o trato que a madeira sofre desde o seu processo de extração faz TODA a diferença no seu resultado final. Veja quais são as principais etapas:

  • Secagem

Depois que os troncos são separados é necessário levá-los ao processo de secagem. Aqui, a umidade da madeira é removida através do calor, mas esse procedimento deve ser feito de forma adequada.

Cada madeira possui a sua característica, bem como método e temperatura de secagem ideal.

  • Lixamento

O lixamento deve ser feito através de sucessivas lixas, que vão do acabamento mais grosso para o mais fino.

  • Tratamento

Essa etapa é FUNDAMENTAL para garantir a durabilidade da madeira, principalmente em ambientes externos (por conta do sol, da chuva e da umidade).

Aplicam-se selantes e vernizes que fecham os poros do material, de modo a preservá-lo do intemperismo.

  • Design

Esculpir a madeira também não é fácil, mesmo que seja algo mais simples como uma porta ou janela. Esse processo também deve ser feito com cautela.

Dito tudo isso, é fundamental que você aposte em uma carpintaria de renome no mercado para garantir que todos esses passos sejam seguidos e, assim, o produto final tenha a melhor qualidade possível.

Lembrando que também é muito importante avaliar a legalidade da madeira. Não corrobore, de forma alguma, com o desmatamento.

Agora, sabendo um pouco mais sobre a janela guilhotina, onde usar, qual modelo escolher e quais são os detalhes a serem avaliados antes de adquirir uma peça de madeira, só falta você tirar as medidas desejadas e já encomendar sua janela!

Artigos Relacionados

 
× Fale com um Vendedor!